A linha indivisível no mar

A linha indivisível no mar

É interessante navegar por águas calmas porque se tem o tempo necessário para refletir sobre fatos que não estão sobre a superfície das águas.

 

É assim que de alguma forma nos reunimos, sobretudo, em algum momento de nossas vidas, e comemoramos, e vivemos esses encontros.

 

Ontem, noite fria no convés, noite agora tão distante da noite de quase quinze anos atrás, nos reunimos, não mais como recém formados ou formandos em vias de se graduar, a uma conversa entre aqueles que, por ora, já não eram mais os mesmos e levavam agora mais a sério os rumos da própria embarcação.

 

Bom é poder perceber as diferenças e lidar com elas, o que todos sabem de antemão pelo desconforto próprio que assim se dá a se pensar em ser diferente daquela pessoa em que regularmente já se imagina.

 

Ainda melhor é poder discutir os diferentes pontos de vista sem que alguém se ofenda, e se desentenda para seu desastre próprio. Nesse mar geralmente é assim.

 

E podemos assim ter noção do que se apresenta.

Gi Nascimento.

De nosso diário de bordo, 19 de maio de 2016.

Divulgue!

No Comments

Post a Comment