Transição de tempos – divulgue nossas postagens e nos auxilie!

Transição de tempos – divulgue nossas postagens e nos auxilie!

Transição de tempos

Temas em desenvolvimento humano e cultura organizacional.

Adverte-se que essa publicação é baseada em aprendizados embora tenha tom ficcional e uma linguagem simbólica. São suprimidos os nomes de pessoas por personagens à narração dos fatos. E-BOOK EXCLUSIVO disponível ao final da leitura ao inscrever-se em nossa lista SOMOS LÍDERES!


De nosso diário de bordo - Mapa de instrução.

Motive-se a multiplicar a leitura desta postagem.

Nesse momento ímpar da história da humanidade cada um de nós se encontra em uma relação profunda de compreensão do todo. Não há como se negar quanto à existência da percepção das mudanças que ocorrem no mundo em um plano, pensando-se que essas mudanças não ocorram em outros. Mais cedo ou mais tarde, a tempestade que dá claro sinal no céu à linha do horizonte, influencia também a maré que nos cerca em nossa nau.

Tratava disso na postagem anterior quando registrava o que se avizinha de não muito positivo.

Mais além, adverte-se que a situação geral não é favorável visto se ter no mar um número razoável de predadores dos quais trataremos no momento oportuno, quando falarmos da relação do nosso cotidiano a cada evento aqui já retratado.

Finalmente, o desenvolvimento que possa existir ocorre em um transcorrer de ações que tenham algum fundamento a princípio. Pois bem, navegadores, esse é nosso ponto de partida.


 

Mapa de instrução

O levantamento das coordenadas em que hoje operamos é feito por testemunho pessoal do que vivenciamos como experiência da realidade de nossos dias. É necessário essa proximidade consigo, na honesta e franca percepção de si, para se compor esse primeiro instrumento de navegação.

De nosso diário de bordo, estão os registros que são preservados em um campo subjetivo à interpretação dos leitores - longe de uma tecnologia cibernética ainda incapaz de tratar de conceitos mais abstratos vivenciados pelo ser humano, mas cada vez mais próximo a ele através de pessoas que se associam à máquina.

 

Informações relacionadas clique nos links:

ELON MUSK cria empresa para transferir pensamentos para máquinas 

Microsoft consegue armazenar vídeos e livros em DNA humano

Milionários investem para salvar seres humanos da inteligência artificial

 

Acima, notícias que são uma expressão dos tempos que se aproximam e se tornam comunicantes em um campo que para alguns pode ser perigoso em razão de desconhecimento.

Os cuidados aqui, portanto, permanecem com todos. Por isso os avatares digitais, personagens criados à narração dos fatos pelos quais se visualiza o que ocorre nos nossos tempos.

Para citar de exemplo: na realidade digital existe uma dezena de práticas inescrupulosas que levam à manipulação do público, gerando uma economia de atenção barata e que apenas beneficia quem se vale de um público vulnerável.

Por que vulnerável? Porque são pessoas com visões que dependem de um certo quadro de condições de vida: um público esperançoso de encontrar pelo caminho "fórmulas milagrosas" de se atingir o sucesso, encontrando na prática, ao contrário, aqueles que se beneficiam do conhecimento alheio ao divulgarem a ideia de ofereceram um "produto de sucesso", e que em boa parte das vezes se trata de um ciclo vicioso de pessoas enganadas por promessas de resultados que nunca chegam.

Não. Aqui se vale da experiência prática do cotidiano em que vivemos para se falar em jornada, e essa é uma delas.

Anteontem a chuva fina sobre o convés fez com que ficássemos silenciosos na embarcação. Parecia uma oportunidade para que o que fosse dito entre os presentes não se resumisse a assuntos vagos, mas que houvesse uma profundidade no tema da experiência que se compartilhasse.

Nossa nau está em transformação, alguns dos navegadores foram a destinos distantes, um dos quais nos despedimos anteontem enquanto outros permanecem a continuidade de uma parceria que é por fé e à presença de Deus em todas as direções. Foi assim que nasceu o Espaço Conceito do Instituto Shoin, em 2008. E de lá pra cá o que se acrescentam são aprendizados de pessoas, ainda que elas estejam fisicamente distantes entre si.

No momento da chuva, eu pensava a respeito disso quando por obra do interesse gerado pela última postagem, um recém embarcado aprendiz me perguntou qual era a origem desta história. Minha oportunidade, então, de contar sobre a sincronia entre a realidade digital e a realidade dos fatos, trouxe consigo uma explicação dele quanto à motivação para a pergunta.

"Às vezes vamos a eventos sem saber da origem que os motivou", disse-me. Concordei.

Ocorre que o desenvolvimento de qualquer ideia de experiência é o desenvolvimento das coisas que deram certo; por mais que se tenham percalços - não são os percalços que nos motivam, é o sucesso.

Desde que partimos da Ilha, nosso norte sempre se colocou à essa finalidade, construindo o aprendizado que, por muitas vezes, foi compartilhado em postagens anteriores, geralmente através de uma linguagem figurativa.

Depois, à finalidade dita, nos mudamos de porto a porto, maré para maré, em busca dessa realidade que não é feita em um piscar de olhos, mas construída como processo de escolhas de vida que nos levam a um mundo melhor.

Isso é fundamental ao nosso espaço conceito do Instituto Shoin.

E é a partir dele que nos comunicamos a essa finalidade.

 


 

Os instrumentos de navegação

O desenvolvimento pressupõe a passagem de um certo ponto a outro, dando-se a perspectiva de evolução entre os fatos que os ligam.

Meu compromisso é narrar esse elo que se forma na estrutura da nossa organização que tem natureza civil e fins pacíficos à autonomia e à independência de seus membros, compreendendo-se que a instituição são pessoas que se organizam a bem comum.

Além disso, vivemos uma comunidade subjetiva de relações pessoais que nos mantêm operando nos diversos níveis dos sistemas complexos da sociedade global. Essa é nossa resposta.

Alguns poderão dizer que seja delírio em razão das experiências que nos levam ao agora. Particularmente, desde que me entendo por gente, algumas das coisas que menos fizeram sentido se resumiram à ideia de que vivemos impedimentos sem condições de serem transpostos: os obstáculos que nos limitam em termos físicos ou abstratos.

No entanto, os desafios continuam surgindo e o ser humano prossegue superando-os. É necessário refletir-se.

O comportamento é relação de diálogo interior capaz de processar as ações com um perspectiva interna ao navegador.

Existe trabalho em qualquer desenvolvimento humano.

No mais, de maneira regular, faço registros por meio desse canal de comunicação focando nossos eventos, nossos encontros, nossas direções... Isso em meio a derrocada de muitas das instituições que por ora conhecemos. É principalmente dessas experiências de declínio institucional das sociedades modernas que temos aprendizados a serem compartilhados em nossas próximas postagens.

 

De nosso diário de bordo, 09 de abril de 2017

Gi nascimento.

Como navegamos ?

 

Para outras informações inscreva-se na nossa lista, CLIQUE EM SOMOS LÍDERES! - NAVEGAÇÃO EM CURSO! - e GANHE E-BOOK EXCLUSIVO PARA SABER MAIS !

 

Divulgue!

No Comments

Post a Comment