Uma prática de si

Ainda em anotações de bordo, reflito em tradições que nos trouxeram aprendizados e comunidades de experiências que nos levam a considerar nossa jornada nossa navegação. Um dos conceitos fundamentais quanto a um cotidiano, é a ideia de um cotidiano com ritmos de atividades sendo desenvolvidas a objetivos claros, muitas vezes decisivos nas implicações da vida em sociedade. É essa a reflexão que procuro trazer aqui, depois de meus “Apontamentos de bordo” anterior.

Divulgue!

Caderno de viagens

Caderno de viagens – “Vamos” é também uma interrogação decisiva, porque diz até que ponto você se encontra em condições de realmente ir em frente com quem se encontra contigo, é uma maneira de se pôr de igual à igual na decisão de tomar seus caminhos.

Meu convite aqui é uma reflexão que faço enquanto nossa nau está à ordem dos ventos, em dias em que se vê gaivotas sobre o mar, ecoando seu pio contra às águas agitadas, com o foco nos peixes submersos naquela superfície trêmula.

Divulgue!

A Ilha da Nascente

A diversidade e o espírito da necessidade Estamos na cabine de nossa nau a definir as localizações das ilhas e dos continentes, dos que podemos encontrar por meio de nossos mapas e através do tempo. É, também em razão disso, que estamos dentro dessas coordenadas possíveis, uma delas nessa ampla área azul em que passamos

Divulgue!