Homem de barro

Nesse espaço feminino é necessário um reconhecimento dos limites subjetivos e das transições alheias ao que acontece na comunidade. A necessidade da mudança, por exemplo, nasce entre elas como nasce entre mim e minhas filhas, por necessidade de entendimento. Elas constroem suas habitações com as mãos próprias daquelas que moldam tijolos que se transformam em

Mundos possíveis

Escarlet tem espirito livre: é como essa mulher forte se chama à roda de nossa conversa. Pensa comigo, uma vez Gi Nascimento percebeu essa diferença que existe no ar quando encontramos uma nova realidade, agora eu sei, descobrindo a importância do valor dos mundos possíveis. Quem sou quando pouco compreendo um mundo que seja? Nos

Destinos comuns

Uma vez que amanhece um novo dia, estamos a par da linha do horizonte para uma caminhada de algumas horas, em direção a uma comunidade de mulheres que se organizaram na construção de suas moradias, e se tornaram, com isso, uma realidade própria, e ainda que seja ficção toda essa nossa história, penso que a

Uma arte de vila

Ainda que em terra firme, nos sentimos mareados enquanto acampamos à praia como se o mundo nos fosse mais fluído à terra do que sobre o mar. Isso é comum de acontecer conosco quando pensamos que há pouco tempo aportamos nessa ilha. De ontem, como no Mar alto, ficamos um pouco à deriva nesse tempo e espaço

Mar alto

Uma arte enaltecida que quase sempre pode não se saber muito dela, ao menos conscientemente, é a da narrativa. Não importa o quão breve pode ser essa escrita que conta uma história, há uma constante demonstração de que existe o que contar, não por quem escreve uma, mas para quem lê, ou ouve, e interpreta

Dia dos mortos de antigas tradições — Artes Fatos

Não se sabe determinar ao certo a tradição mexicana de cultuar os mortos com irreverentes caveiras coloridas, embora se admita que seja um culto muito antigo. Também são raras as culturas que unem o sagrado e o profano de maneira tão íntima, ligando à realidade da morte à realidade da vida, tal qual um canal […]

Divulgue!

Arte Fundamental — Artes Fatos

Ler um livro que em suas primeiras linhas levam o leitor a interpretações extremamente novas sob o ponto de vista das leituras que a antecederam, é, sob muitos aspectos, um desafio. Para cada parágrafo parece existir um desdobramento de mundos distintos daqueles em que nos concebemos. Detalhes, imaginados ou não pela autora, impressionam pela experiência… via

Divulgue!

Maré mansa

Navegação a bordo da nau Quando chega a se alcançar um ritmo de se avançar léguas mar a dentro sem muito esforço da tripulação, é comum se ter a ideia de um período de maré mansa auxiliando quem navega com foco em soluções futuras.  “A visão antecede a experiência”, detalho em nosso diário de bordo

A árvore da vida — Artes Fatos

Muito me impressionaram as primeiras linhas de dois recentes livros que adquiri, o primeiro deles é o que dá tema a esse artigo, outro já reforça a ideia que norteia minha pesquisa há anos, ambos tratando do aspecto de uma das tradições mais antigas que se tem registro, e que remonta à pré-história humana.Antes, uma… via

Divulgue!